27/05/2018 09:50

Vigilância Epidemiológica reforça ações de combate ao Aedes aegypti

Estão sendo programadas palestras e apresentações teatrais nas escolas
  • Ascom Prefeitura/Francieli Cela
  • 16/05/2018 16:50:00


Com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância em manter os cuidados para prevenir o Aedes aegypti, a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, vai promover neste mês palestras e apresentações teatrais nas escolas.

As ações serão realizadas por meio do Programa Saúde na Escola e têm como objetivo explicar de forma lúdica como combater o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Nestes quatro primeiros meses de 2018, foram confirmados 67 casos de dengue, 16 casos a menos que o mesmo período no ano passado, quando foram confirmados 83 casos.

A grande preocupação do poder público é referente aos casos de zika vírus e chikungunya. No primeiro quadrimestre de 2017 foram registrados 7 casos de zika vírus e 5 casos de chikungunya. Neste mesmo período em 2018, houve uma elevação nos casos, sendo 12 de zika vírus e 15 de chikungunya.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Keli Paludo, é importante que a população esteja atenta aos locais que podem ficar com água parada, pois neste início do período de seca a quantidade de focos do mosquito aumentam.

“A melhor prevenção é cuidar. Nós não podemos deixar que o mosquito tome conta da nossa cidade. É necessário manter os terrenos limpos e não deixar água acumulada, só assim vamos combater estas doenças”, explicou Keli.

A Secretaria de Saúde também faz um alerta quanto a leishmaniose que é transmitida pela picada do mosquito-palha. Em 2017 foram registrados 17 casos e em 2018, 2 casos. Como o Aedes aegytpi, a melhor forma de combater ao mosquito-palha é a limpeza dos quintais.

Horário de Atendimento 8h às 11h e 13h às 15h - segunda a sexta-feira
Av. América do Sul, 2500-S - Parque dos Buritis - (65) 3549-8300